Moro aceita convite para ser ministro e promete agenda anticorrupção


:: TM Política em 01/11/2018 14:34 ::

O juiz federal Sérgio Moro aceitou, nesta quinta-feira (1º), o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para comandar o superministério da Justiça. O magistrado, responsável pela Operação Lava Jato, esteve reunido com Bolsonaro pela manhã.

Em nota oficial, divulgada no final da manhã desta quinta, ele disse ter sido motivado pela perspectiva de “implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado”.

Confira a nota completa:

“Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão.

Após reunião pessoal na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão”, diz Moro, na nota.

“Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguirá em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes”, finaliza o juiz.

O post Moro aceita convite para ser ministro e promete agenda anticorrupção apareceu primeiro em Tribuna de Minas.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios