Seminário debate gerenciamento de resíduos nos laboratórios da Saúde na UFJF-GV – Notícias UFJF


:: UFJF em 01/11/2018 16:19 ::

img_0086-300x200.jpg

Profa. Alda Silveira destacou a necessidade de uma postura ética na gestão dos resíduos. (Foto: Pedro Drumond)

A destinação de resíduos gerados em serviços de saúde como farmácias e laboratórios representa um desafio a profissionais e estudantes.

Com o objetivo de disseminar informações técnicas à comunidade acadêmica da Universidade Federal de Juiz de Fora em Governador Valadares (UFJF-GV), foi realizado, nesta quarta, o seminário Gestão de Resíduos nos Serviços de Saúde e Biossegurança, no auditório da Unipac.

img_0090-300x200.jpg

Evento reuniu profissionais e estudantes da Saúde (Foto: Pedro Drumond)

O evento é parte do projeto de Treinamento Profissional de mesmo tema, e, segundo uma de suas coordenadoras, professora Alda Maria Soares Silveira, buscou, também, “debater os riscos potenciais dos resíduos de saúde, as leis que regem a biossegurança para proteção contra riscos de acidentes pelos que trabalham diretamente com esses resíduos, com foco na preservação da saúde pública e do meio ambiente”. A professora enfatizou ainda que a gestão de resíduos é uma questão de responsabilidade: “O evento trouxe consciência sobre a necessidade da construção de uma postura ética e técnica em relação ao gerenciamento desse resíduos”.

“Somos os geradores desses resíduos e responsáveis pelo descarte deles até o destino final” ressaltou a professora Alda Maria Silveira.

Para o coordenador acadêmico da UFJF-GV, professor Fábio Pieri, ações como o seminário colaboram para o compartilhamento de informações úteis na formulação do Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS) do campus GV. “Temos uma comissão iniciando os trabalhos para montar nosso documento, e eventos dessa natureza ajudam a pautar uma série de informações que vão auxiliar a comissão e a comunidade acadêmica a montar esse plano de uma forma mais palpável, adequada, e levando em consideração experiências anteriores de outras instituições”.

img_9977-300x200.jpg

Fábio Pieri destacou a importância dos trabalhos da comissão para criação do PGRSS. (Foto: Pedro Drumond)

Gerenciamento de resíduos é tarefa complexa
O gerenciamento de resíduos no serviço de saúde, a partir de locais como consultórios, farmácias, hospitais e laboratórios clínicos e acadêmicos é tarefa complexa e onerosa, bem como sua supervisão e controle, extremamente desafiadores. Os resíduos sólidos gerados em estabelecimentos de saúde, chamados Resíduos de Serviço de Saúde representam 2% dos resíduos gerados no meio urbano. Nos resíduos onde predominam os riscos biológicos, deve-se considerar o conceito de cadeia de transmissibilidade de doenças, que envolve características do agente agressor ou substâncias tóxicas capazes de produzir doença, o que confere um grande potencial de agressão ao meio ambiente e à saúde pública.

A preocupação ambiental com o descarte de resíduos está presente na legislação brasileira. As normativas regulamentadoras têm por finalidade estabelecer as diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral. Assegurar o controle sobre essas entidades requer profundidade e amplitude de conhecimentos para compreender todos os componentes e integrá-los efetivamente, além de requerer o monitoramento de desempenho e atualização de informações.

Participaram também do seminário a gerente e autora do Plano de Gerenciamento de Resíduos e Serviços de Saúde da Universidade Federal de Minas Gerais, Maria Aparecida Campana Pereira, que ministrou palestra sobre gerenciamento de resíduos; a professora do Departamento de Farmácia da UFJF-GV, Gabriella Freitas; o engenheiro de segurança do trabalho da UFJF-GV, Fábio Adão Amaral; o técnico em Segurança do Trabalho da UFJF-GV, Newton Rogério Rodrigues; a professora Fernanda Alcântara, da Comissão de Coleta Seletiva; o professor David Henrique Rodrigues, da comissão de elaboração do programa de Gerenciamento de Resíduos; além do coordenador do curso de Farmácia do Pitágoras, Rondinelli Gomes Pereira, a responsável técnica pelo gerenciamento de resíduos do Hemominas e Secretaria Municipal de saúde, Vera Lucia Pereira, e o engenheiro ambiental Samuel Bersot.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios