4ª Semana de Economia discute mercado de trabalho, Estado e políticas públicas – Notícias UFJF


:: UFJF em 06/11/2018 18:23 ::

img_8484-300x200.jpg

Segundo o professor Hilton Manoel, o principal objetivo da 4ª Semana de Economia é “promover a interação entre os alunos”. (Foto: Sebastião Junior)

Discussões sobre mercado de trabalho, ação coletiva e o papel do Estado na sociedade contemporânea marcaram o primeiro dia de atividades da 4ª Semana de Economia do campus da Universidade Federal de Juiz de Fora em Governador Valadares (UFJF-GV), que começou nesta terça-feira, 6.

Cerca de cem alunos – a maioria do curso de Ciências Econômicas – participam do evento.

De acordo com um dos organizadores da Semana, professor Hilton Manoel, o principal objetivo é “promover a interação dos alunos para fora da sala de aula, sair um pouco do ambiente de ensino, pesquisa e extensão e promover um diálogo mais próximo em temas contemporâneos”.

A programação desta terça foi conduzida pela professora e pelo egresso da UFJF-GV, Nayara Tozei e Kaique Buennart, além da docente da Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) Mirelle Quintela.

A economia existe para um fim
Em sua palestra, Quintella defendeu a importância da conscientização do estudante de Ciências Econômicas sobre o seu papel na sociedade e sobre a aplicação prática dos conhecimentos adquiridos no curso.

img_8475-e1541535038816-300x226.jpg

A palestrante Mirelle Quintella defendeu a importância do conhecimento das funções do Estado por parte dos futuros economistas. (Foto: Sebastião Junior)

“A profissão existe e tem uma utilidade, um objetivo maior que simplesmente gastar o seu tempo em conhecê-la, em exercê-la, em estudá-la, pura e simplesmente para isso. Quando você se envolve demais em questões metodológicas ou teóricas sem fazer a ligação com a prática é onde nós vamos poder encontrar as maiores dificuldades de entendimento do próprio indivíduo sobre a profissão que ele estudou, sobre onde ele vai procurar formas de trabalhar e de empregar aquilo que ele aprendeu e de que forma ele vai ser realmente um sujeito ativo a partir da profissão dele”, afirmou a professora.

O papel do Estado
A docente da UFVJM também ressaltou que os futuros economistas devem compreender bem as funções do Estado.

“A economia é uma ciência social que estuda a locação de recursos escassos na sociedade para a vivência do indivíduo. E é via Estado que isso vai ser feito. Então, se o indivíduo, o economista não conhece para que o Estado existe ou se ele tem algumas desinformações a respeito da natureza do Estado, quaisquer outras análises que ele fizer, quaisquer parecer e melhorias no ambiente que esse economista sugira podem ser espúrias, errôneas ou ter consequências prejudiciais porque ele ignora a importância do papel social do Estado”, finalizou Quintella.

img_8488-1-300x241.jpg

Na opinião do estudante João Marcos Salmen, a programação do evento é importante porque discute assuntos atuais e permite uma maior aplicabilidade dos conteúdos aprendidos em sala de aula. (Foto: Sebastião Junior)

Na opinião do estudante do sexto período de Ciências Econômicas da UFJF-GV João Marcos Salmen, a programação da Semana tem sido “muito importante porque consegue trazer assuntos atuais, que estão em discussão no mundo hoje em dia”. O discente ainda destacou que quem “está no ambiente acadêmico fica meio isolado, preso à teoria” e que com as atividades do evento “acaba tendo um pouco mais de aplicabilidade daquilo que aprende na vida real”.

A 4ª Semana de Economia continua na próxima quarta-feira, 7, abordando temas como as políticas públicas e a pesquisa em Economia, além da apresentação de trabalhos (clique aqui e confira a programação).

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios