Campanha conscientiza sobre doenças cardíacas – Notícias UFJF


:: UFJF em 09/11/2018 17:43 ::

O Serviço de Cardiologia do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e a Liga Acadêmica de Cardiologia da Faculdade de Medicina unem forças em campanha para conscientizar a população juiz-forana sobre os riscos das doenças cardíacas. As atividades de orientação ao público ocorrem em frente a reitoria da UFJF e no pátio da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, nos próximos sábado, 10, e segunda-feira, 12. A campanha de conscientização contará com aferição de pressão arterial, peso e medida abdominal; aulas práticas de como fazer massagem cardíaca e distribuição de fôlderes.

A campanha quer conscientizar a população sobre a importância de boas práticas de saúde, como atividade física regular e consulta periódica a um profissional especializado.

As recomendações incluem controle de peso, da pressão arterial e do diabetes, além de alimentação com pouco sal.

Estudo da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas aponta que as doenças cardíacas matam mais que 300 mil pessoas por ano e atingem quase 20% da população brasileira. Em Juiz de Fora, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, cerca de 700 pessoas morreram por doenças do coração. A arritmia cardíaca é responsável por 80% a 90% dos casos de morte súbita, com maior incidência no sexo masculino e na faixa etária entre 45 e 75 anos.

A doença é silenciosa e causada por falhas nos estímulos elétricos que provocam alteração no ritmo das batidas do coração. A desinformação ainda é um problema para a prevenção das arritmias cardíacas, segundo o chefe do Serviço de Cardiologia do HU, Hélio Lima Brito Jr. Pacientes costumam subestimar sintomas, como tonturas, desmaios e dores e não procuram atendimento para investigar a razão dos sinais. Conforme Brito, quando a doença aparece em pessoas de até 35 anos de idade, a origem pode ser genética. “Pacientes nessa faixa etária, que têm casos na família, devem ficar atentos e fazer exames preventivos uma vez por ano”, explica o médico.

No campus, as atividades ocorrem no sábado, 10, das 8h30 às 13h; na Santa Casa, a campanha será realizada, na segunda-feira, 12, das 8h às 12h. O evento é gratuito e aberto ao público.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios