Último dia de Semana de Ciência, Tecnologia e Sociedade de GV tem mostra de extensão e premiação de trabalhos – Notícias UFJF


:: UFJF em 09/11/2018 23:18 ::

img_4166-300x200.jpg

Mesa-redonda na abertura da 3ª Mostra de Extensão contou com a participação da pró-reitora de Extensão da UFJF, Ana Lívia Coimbra e da técnica administrativa da universidade Rafaela Oliveira. (Foto: Maria Clara Leite)

Principal forma de intervenção da universidade na realidade social, a extensão foi a protagonista do último dia de atividades da 3ª Semana de Ciência, Tecnologia e Sociedade do campus da Universidade Federal de Juiz de Fora em Governador Valadares (UFJF-GV).

Além da abertura da terceira edição da Mostra de Extensão, também fizeram parte da programação desta sexta-feira, 9, oficinas, apresentação de trabalhos e instalações pedagógicas sobre temas como agroecologia e sexualidade.

Um dos projetos de extensão apresentados foi o Xadrez Intercomunitário. A iniciativa leva a prática esportiva a estudantes da rede pública e também à Missão Vida – instituição responsável pela ressocialização de moradores de rua que se recuperam da dependência química. De acordo com o coordenador, o projeto é uma maneira de retribuir à sociedade os investimentos realizados na universidade.

img_4235-225x300.jpg

Projeto de extensão leva xadrez a alunos de escolas públicas e dependentes químicos. (Foto: Maria Clara Leite)

“O xadrez é um esporte barato, simples de aplicar e que tem benefícios imensos. Poder apresentar o nosso projeto à comunidade através da Semana de Ciência, Tecnologia e Sociedade é muito importante, uma vez que a extensão é um dos pilares da universidade e, sendo assim, deve retribuir o investimento que é feito pelos contribuintes através do pagamento de impostos”, afirmou Diogo Quintino de Souza, do quarto período de Medicina da UFJF-GV.

Premiação de trabalhos
Nesta sexta também foi realizada a premiação dos trabalhos apresentados durante todo o evento nos segmentos de extensão, iniciação científica e treinamento profissional.

Entre as produções premiadas estava Organização do Conhecimento Institucional na UFJF, que divulga a universidade em escolas públicas da cidade. Coordenador do projeto de Treinamento Profissional (TP), o servidor técnico do campus de GV Erick Campos afirmou que o prêmio é um “reconhecimento, uma valorização importante” nessa fase em que a equipe está “orientando esforços para aproximar” a universidade da comunidade de Governador Valadares.

Bolsista do TP, Kaique Rodrigues de Freitas disse estar “muito feliz” com a premiação e também ressaltou que toda a equipe “está lutando muito para o projeto crescer, para divulgar nas redes sociais e nas escolas públicas” e que este empenho tem conseguido aumentar o número de acesso ao site da universidade. “O nosso objetivo está sendo alcançado aos poucos”, afirmou o estudante de Direito da UFJF-GV.

img_4255-300x192.jpg

Daniel Paulino da Silva e Ana Cláudia Rodrigues Ferreira, bolsistas do projeto de extensão Cultura e Identidade de Gênero. (Foto: Maria Clara Leite)

Quem também voltou para casa feliz depois de quatro dias de evento foi a aluna do quinto período de Medicina do campus Ana Cláudia Rodrigues Ferreira. O projeto de extensão do qual a discente faz parte obteve a primeira colocação na categoria Cultura. Coordenado pela professora Juliana Goulart Soares do Nascimento, Cultura e Identidade de Gênero capacita agentes comunitárias de saúde de Governador Valadares para lidar com casos de violência doméstica na região onde atuam.

“O projeto teve um impacto social enorme, visto que a gente participou nos bairros notificados com maior índice de violência, podendo trabalhar a percepção da construção de gênero e também da violência, fazendo depois um mapeamento de toda a rede desse fluxo de atendimento da mulher vítima de violência”, declarou a discente.

O projeto já capacitou 60 agentes e beneficiou cerca de 24 mil pessoas. E a expectativa de Ana Cláudia é continuar com o trabalho no próximo ano.

img_0200-166x300.jpg

Fábio Pieri ficou satisfeito com o resultado do evento. (Foto: Pedro Drumond)

O coordenador acadêmico da UFJF-GV e organizador do evento ficou satisfeito com o resultado das produções expostas na 3ª Semana de Ciência, Tecnologia e Sociedade.

“As apresentações foram extremamente adequadas, os trabalhos muito relevantes, tanto os de treinamento profissional – que estão fazendo a diferença no nosso ensino de graduação –, os de pesquisa – que foram premiados no seminário de iniciação científica também com alta relevância, vários deles sendo publicados em revistas importantes internacionais – e os de extensão, que estão demonstrando claramente a intervenção que a UFJF está fazendo aqui na cidade de Governador Valadares e que vai, com certeza, trazer um conhecimento mais aprofundado no que diz respeito a nossa instituição”, afirmou Fábio Pieri, que fez questão de destacar que “se pudesse, daria prêmios e menção honrosa para todos os trabalhos”.

Ao todo, 63 projetos de extensão, 64 de iniciação científica e 11 de treinamento profissional foram apresentados durante o evento. Vinte e nove deles foram premiados ou receberam menção honrosa. Parte dessas produções vai ser publicada na segunda edição da Revista de Ciência, Tecnologia e Sociedade (clique aqui para conferir o primeiro número da publicação).

Expectativas para a próxima edição
Para a 4ª Semana de Ciência, Tecnologia e Sociedade, segundo Pieri, a expectativa é ampliar o evento, principalmente em relação à estrutura física.

img_4239-300x200.jpg

A agroecologia foi tema de instalação pedagógica realizada nesta sexta-feira. (Foto: Maria Clara Leite)

“Hoje, no final da mostra de extensão, a gente fez um momento com o público, com a comunidade acadêmica e houve alguns destaques de problemas que a gente poderá corrigir para a próxima edição. Então, a nossa expectativa é melhorar esses aspectos apontados e também avançar”, afirmou o coordenador.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios