Bob Woodward: “A imprensa mordeu o anzol de Trump”


:: El Pais em 10/11/2018 21:09 ::

Ao se entrar na casa de Bob Woodward, um lindo imóvel no bairro washingtoniano de Georgetown, topa-se com dezenas de exemplares de seu último livro amontoados em caixas. Na sala aparece, sentada de costas, uma mulher cuja compleição, cabelo e negra indumentária poderiam fazê-la passar por Annie Leibovitz. Ao se levantar e cumprimentar os recém-chegados, revela-se o mistério: trata-se, de fato, da famosa fotógrafa. É meados de outubro, e Woodward (Geneva, Illinois, 1943) se encontra imerso na promoção de Medo: Trump na Casa Branca (editora Todavia, 2018), um apanhado de entrevistas e aparições televisivas que não parece entusiasmar o repórter, transformado em lenda quando ainda era muito jovem, como resultado do furo do Watergate.

Responde com pressa, corta secamente quando acha necessário, mas, ao contrário do que se poderia esperar, não se cansa de falar da batalha que causou a renúncia do presidente Richard Nixon. Ao jornalista a aborda sem ser perguntado. Duas vezes ganhador do Pulitzer, dissecou todos os mandatários norte-americanos de seu tempo, sendo o último deles um dos personagens mais inesperados da política norte-americana.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios