Um ano depois, sobreviventes da chacina do Salgueiro não foram ouvidos pela Justiça Militar


:: El Pais em 10/11/2018 21:09 ::

Fábio – o nome é fictício – é um rapaz extremamente doce e tímido. Fala baixinho, quase sempre apenas uma frase, e somente responde ao que é perguntado. A maior parte do tempo, com a cabeça baixa. Franzino, anda com as mãos encurvadas e a perna esquerda em uma bota ortopédica. Ainda hoje não consegue caminhar com o pé no chão porque dói.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios