Apoio a Onyx contradiz carreira de Moro


:: Kennedy Alencar em 04/12/2018 20:47 ::

No STF (Supremo Tribunal Federal), o ministro Edson Fachin autorizou a investigação do futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, acusado de ter cometido crime de caixa 2 em 2012 e 2014 pela Procuradoria Geral da República. Os recursos ilegais seriam da JBS.

O futuro colega, Sergio Moro (Justiça), disse ter “confiança pessoal” em Onyx, lembrando que o deputado trabalhou para tentar aprovar as chamadas 10 medidas de combate à corrupção defendidas pelo Ministério Público Federal.

Ora, foi o próprio Moro quem disse que julgava o crime de caixa 2 mais grave do que o de corrupção, por desvirtuar regras da disputa democrática.

Ruim usar medidas diferentes para defender um futuro colega de governo. É também contraditório com a carreira do ex-magistrado.

Em relação a Onyx, a investigação é constrangedora e traz dano político. O discurso de combate à corrupção não pode selecionar amigos para proteção política ou jurídica.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN – 2ª Edição” a partir dos 5 minutos e 40 segundos no áudio abaixo:

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios