Projeto “Só Letrando” lança livro com textos de alunos do Ensino Fundamental – Notícias UFJF


:: UFJF em 04/12/2018 18:57 ::

O projeto de extensão “Só Letrando: práticas motivadas e contextualizadas de leitura, produção e análise de textos”, desenvolvido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), promoveu, nesta terça-feira, 4, o lançamento do livro “Relatos de tempos e memórias”. A obra é de autoria das crianças assistidas pelo Curumim do Bairro São Pedro. O evento marcou o encerramento do segundo ano do “Só Letrando” e reuniu integrantes do projeto, professores, alunos e funcionários do Curumim. Além do lançamento, os autores realizaram a leitura dos textos e autografaram as obras.

img_5821-630x420.jpg

Obra “Relatos de tempos e memórias” foi escrita por crianças com idades entre 11 e 13 anos (Foto: Caroline Marino/UFJF)

O livro é fruto de um trabalho realizado desde 2017 e foi desenvolvido ao longo do segundo semestre de 2018.

As crianças integrantes do projeto escreveram relatos de memórias, que integram a obra. A publicação é composta por textos de 12 autores, com idades entre 11 e 13 anos, que também foram responsáveis pelos desenhos que ilustram as páginas.

Segundo a coordenadora do projeto e professora da Faculdade de Letras, Thais Sampaio, a iniciativa foi uma novidade e o resultado superou as expectativas. De acordo com ela, muitos dos alunos achavam que não saberiam escrever e que não tinham nada de relevante para contar. “No início eles ficaram tímidos, mas valorizamos os momentos significativos da história de vida de cada um. Foi um trabalho cuidadoso ao longo dos meses e tivemos um resultado bastante positivo”.

img_5838-300x200.jpg

Cada autor leu sua história para os colegas durante a festa de lançamento (Foto: Caroline Marino/UFJF)

Para Thais, mais do que um resultado físico do trabalho desenvolvido, o livro significa o reconhecimento das vivências dos alunos. “É a valorização das histórias e das escritas de cada um. Ter a oportunidade de ver seu texto materializado em um livro é, sem dúvidas, uma experiência enriquecedora, que valoriza, sobretudo, a linguagem própria de cada criança”.

Os relatos giram em torno das memórias de cada autor. O objetivo é resgatar as vivências individuais, como viagens, mudanças de cidade, processos de crescimento e amizade. A estudante, Thuanny Caroline, 12 anos, conta que escreveu sobre como foi o seu primeiro dia de aula. Já o texto de Kaíque Abraão Coimbra, 13, é sobre como conheceu o seu melhor amigo. Para os alunos, lançar um livro é motivo de felicidade e orgulho. “É uma sensação muito boa. Contei para toda minha família e amigos”, conta Kaíque.

Após a leitura de cada autor, a coordenadora do projeto emocionou a todos com a leitura da apresentação do livro, escrita pelo professor de português e integrante do projeto, Davidson dos Santos. Confira no vídeo a seguir:

Clique na imagem para ver o vídeo:
0.jpg

O projeto
O “Só Letrando” faz parte das ações do programa Boa Vizinhança e realiza auxílio pedagógico na área da língua portuguesa para crianças e adolescentes entre o 6º e o 9º ano. O trabalho é realizado de forma divertida e lúdica, com oficinas que buscam incentivar a leitura e a produção textual dos estudantes.

De acordo com a pedagoga do Curumim, Renata Oliveira, os alunos atendidos pelo projeto tinham muita dificuldade em leitura e interpretação de textos. Para ela, a parceria com a UFJF tem sido primordial para a evolução desses estudantes. “O projeto se desenvolveu muito bem ao longo desse tempo e praticamente não houve evasão. Todos os alunos evoluíram, aprenderam e agora lançam um livro. Isso é muito significativo”.

img_5894-300x200.jpg

Parceria com Curumim funciona como complemento à formação de estudantes do curso de licenciatura em Letras-Português da UFJF (Foto: Caroline Marino/UFJF)

Emocionada com a conquista dos estudantes, Renata explica que trabalhos como este auxiliam no desenvolvimento da autoestima das crianças. “É uma oportunidade para eles se colocarem melhor no mundo, percebendo as dificuldades e sabendo que irão conseguir superá-las.”

A iniciativa também funciona como complemento à formação de estudantes do curso de licenciatura em Letras-Português, oferecendo a experiência na elaboração, produção e aplicação de técnicas nas atividades de ensino.

Para o bolsista do projeto e aluno do quinto período de Letras, Anderson Pontes Tavares Junior, a oportunidade de ir além dos muros da Universidade é gratificante e essencial para a formação de um profissional mais completo e humano. “É muito gratificante. Aprendi muito com os alunos. A gente sai do meio acadêmico e aprende na prática como é ser um professor. Foi uma experiência muito enriquecedora”.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios