Quadro do acervo do Museu Mariano Procópio vira questão de prova do Pism


:: Prefeitura em 04/12/2018 20:37 ::

0412_1_museu_pism_193332.jpg
Dada a repercussão gerada pela exposição do Retrato de Pedro II e divulgação de informações sobre a pintura, atribuída a Joaquim da Rocha Fragoso, um dos fatos históricos que envolve o quadro virou questão da prova do terceiro módulo do Programa de Ingresso Seletivo Misto (Pism) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) deste ano.

A informação que ganhou destaque foi a marca do tiro na obra, mesmo após ter passado por restauro. O disparo por arma de fogo foi atribuído a pessoas pertencentes ao grupo contra a governança do país pela família Imperial, feito no período da Proclamação da República.

Segundo historiadores, a obra pertencia ao Palácio do Presidente do Pará (nomenclatura que designava o líder de governos estaduais na época). As informações sobre o estado de conservação da peça constam em um relatório institucional de 1944. Esses dados geraram interesse para a produção de um trabalho acadêmico, uma dissertação de mestrado, realizado por Julliana Garcia Neves, enquanto ainda era uma das estagiárias do Museu. A pesquisa apontou, ainda, a existência de outros casos similares de destruição de ícones simbólicos da monarquia na passagem para a República. Há relatos de ataques a outros retratos do Imperador Pedro II em exposição nos espaços públicos da administração que, após 15 de novembro de 1889, passariam a ser republicanas.

Para a divulgação do acervo, além da exposição do quadro, foram veiculadas informações sobre a tela no site da Prefeitura de Juiz de Fora em abril deste ano, fomentando pautas da imprensa local. Para as redes sociais da instituição, foi produzida uma imagem dando destaque ao fato histórico, que foi utilizada recentemente na questão de humanas, e está na página 18 do módulo III do Pism 2019.

Foto: Vinícius Ribeiro

* Informações com a assessoria de comunicação do Museu Mariano Procópio: 3690 2004.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios