Pedro Sánchez: “De repente, voltam a surgir, entre a direita e a esquerda, tiques que julgávamos esquecidos”


:: El Pais em 05/12/2018 11:13 ::

O presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, tem uma ideia bastante clara do processo que deveria ser seguido para adaptar o texto da Constituição, que completa 40 anos neste mês de dezembro, às novas necessidades da sociedade espanhola. Não pretende uma negociação enorme, sobre seus aspectos mais polêmicos, e sim abrir um caminho mais simples e pragmático que permita melhorar aqueles pontos que levem a um consenso quase unânime. O objetivo final seria a Constituição de 1978, mas com todas as modificações necessárias para que os jovens de hoje a sintam como deles. Para o presidente Sánchez, o pacto constitucional faz parte de um acordo social mais amplo em que os aspectos territoriais são fundamentais, mas eles são apenas uma parte da aliança entre gerações.

A conversa com o EL PAÍS foi no palácio de La Moncloa, em 20 de novembro.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios