Guerra no WhastApp e suspeitas sobre ex-assessor do filho coroam semana turbulenta de Bolsonaro


:: El Pais em 07/12/2018 22:55 ::

O presidente eleito Jair Bolsonaro começa a sentir as dores do parto do seu Governo com as notícias indigestas de que parlamentares do PSL guerrearam publicamente esta semana, com o vazamento para a imprensa das trocas de farpas virtuais pelo grupo do WhatsApp do partido nesta quinta. A briga protagonizada pela jornalista e deputada federal eleita Joice Hasselmann e o senador eleito Major Olympio, atualmente deputado federal, foi inflamada com a interferência do filho de Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro, que tratou de alinhar-se com Olympio, como noticiaram O Globo e a revista Crusoé.

O imbróglio teve como pano de fundo a disputa pelo papel de líder do partido no Congresso, que Hasselman reivindica para si, assim como o futuro senador. “Nossa articulação oficial na Câmara e no Senado, repito, está abaixo da linha da miséria”, reclamou ela no grupo. Olympio argumentou que Bolsonaro havia dado a ele e ao delegado Waldir, que também se elegeu pelo PSL, a incumbência de articular a base no Parlamento. Mas a briga descambou com direito a alfinetadas que correram na madrugada de quinta-feira.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios