“A classe média não se vê representada pela oferta política. São vilipendiadas”


:: El Pais em 08/12/2018 22:45 ::

O geógrafo Christophe Guilluy (Montreuil, 1964) desenvolveu conceitos nos livros Fraturas Francesas, França Periférica e Crepúsculo dos de Cima que explicam muitas das tensões da França atual e das democracias ocidentais. A recente publicação de seu mais recente ensaio, No Society. O Fim da Classe Média Ocidental, coincide com os protestos do movimento dos coletes amarelos na França. Essa roupa fosforescente, obrigatória nos automóveis, é o emblema do protesto contra o aumento do preço dos combustíveis e do cansaço no interior do país, a França periférica que teorizou.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios