MG2 – Edição de sábado, 17/11/2018


:: MGTV 2ª Edição em 17/11/2018 20:56 ::

7169321.jpg MG2 – Edição de sábado, 17/11/2018
Confira nesta edição a preparação dos lojistas para o Black Friday. Veja também que equipes estão conscientizando moradores sobre a mudança do sinal analógico em Juiz de Fora e Matias Barbosa.

Tempo: 17:36 – Mais vídeos: G1 – Zona da Mata de Minas Gerais – MGTV 2ª Edição – Vídeos

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios

Equipes conscientizam moradores sobre a migração para o sinal digital


:: MGTV 2ª Edição em 17/11/2018 20:56 ::

7169101.jpg Equipes conscientizam moradores sobre a migração para o sinal digital
Sinal analógico será desligado dia 5 de dezembro em Juiz de Fora e Matias Barbosa.

Tempo: 02:34 – Mais vídeos: G1 – Zona da Mata de Minas Gerais – MGTV 2ª Edição – Vídeos

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Lojistas esperam aumento nas vendas durante a Black Friday em Juiz de Fora


:: MGTV 2ª Edição em 17/11/2018 20:56 ::

7169071.jpg Lojistas esperam aumento nas vendas durante a Black Friday em Juiz de Fora
Alguns setores colocaram produtos em promoção uma semana antes da data.

Tempo: 02:09 – Mais vídeos: G1 – Zona da Mata de Minas Gerais – MGTV 2ª Edição – Vídeos

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

A quarta onda do feminismo e o mundo gay se estranham


:: El Pais em 17/11/2018 20:01 ::

O feminismo e o mundo gay, antes companheiros de viagem, hoje estão se estranhando. Muitos já sabem, mas nem todos querem reconhecer publicamente. Não se trata apenas da questão das barrigas de aluguel, apesar de esse assunto ter aberto uma lacuna que não se fecha – no caso, só aumenta. O que já se reconhece como quarta onda do feminismo – aquela que atualmente leva à rua milhões de mulheres, organiza o revolucionário MeToo, tenta mudar a política, abraça a ecologia e rejeita o capitalismo em sua versão mais dura – é uma onda que não se compadece de certos comportamentos do mundo gay.
Continuar lendo

O Deus medieval que Trump e Bolsonaro tentam desenterrar


:: El Pais em 17/11/2018 18:41 ::

Segundo Ernesto Araújo, o futuro ministro brasileiro de Relações Exteriores, Donald Trump e Jair Bolsonaro são dois deuses chamados para salvar a decadente civilização ocidental e com ela os Estados Unidos e o Brasil. Tudo sob o manto protetor do Deus medieval da ira. No Brasil, o país com o maior número de cristãos no mundo, os políticos usam e abusam da religião. Deus de repente se tornou algo perigoso, encarnado no slogan do novo presidente brasileiro, o capitão Jair Bolsonaro: “Deus acima de todos”.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

General Heleno, o estrategista que Jair Bolsonaro instalou a uma escadaria de distância


:: El Pais em 17/11/2018 18:41 ::

Com a vitória nas urnas, deixou de ser um simples conselheiro. Primeiro, foi alçado a futuro ministro da Defesa. Todavia, como o presidente o queria mais próximo, aceitou uma espécie de promoção para o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) – órgão responsável por fomentar toda atividade de inteligência do Governo federal. Desde então, sempre que Bolsonaro vai tomar uma decisão importante, um dos primeiros a ser consultado é Heleno. Opina sobre tudo, desde que seja perguntado. É o principal estrategista do Governo.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Defensoria Pública pede à Justiça manutenção de regras do Mais Médicos


:: TM Brasil e Mundo em 17/11/2018 17:41 ::

A Defensoria Pública da União (DPU) ajuizou ação civil pública (ACP) em que pede à União a manutenção das atuais regras do programa Mais Médicos e a abertura deste a profissionais estrangeiros de qualquer nacionalidade. O objetivo, segundo a própria defensoria, é garantir a continuidade dos serviços prestados à população.

“O pedido de tutela de urgência em caráter antecedente à ACP visa evitar que ‘a população atendida seja prejudicada com a saída abrupta de milhares de médicos sem que a União previamente promova medidas efetivas de modo a repor imediatamente o quantitativo de médicos que estão em vias de deixar o programa’”, informou o órgão, por meio de nota.

A Defensoria Pública da União alega que qualquer mudança _ incluindo a não necessidade de submissão ao Revalida _ deve estar condicionada à realização de prévio estudo de impacto e comprovação da eficácia imediata de medidas compensatórias que assegurem a plena continuidade dos serviços.

O Revalida reconhece os diplomas de médicos que se formaram no exterior e querem trabalhar no Brasil.
Continuar lendo