Editora de JF publica primeiro livro de poeta suíço que vem para a Flip


:: TM Cultura em 22/07/2018 09:02 ::

macondo-01-marcelo-ribeiro.jpgA tradutora, o revisor e o editor: Prisca Agustoni, Fred Spada e Otávio Campos trabalharam na antologia “Argéman”, que ajuda a trazer visibilidade para a literatura produzida e editada em Juiz de Fora (Foto: Marcelo Ribeiro)

Impenetrável, o mercado editorial sobrevive das palavras mas se deixa guiar pelos números. Romper com o estabelecido, portanto, exige incomum esforço.
Continuar lendo

Anúncios

Encontro poético: editores locais entrevistam suíço Fabio Pusterla


:: TM Cultura em 22/07/2018 09:02 ::

ENTREVISTA Fabio Pusterla, poeta, tradutor, professor e crítico

‘A linguagem pode ser a minha casa’

Pusterla-fabio.jpg
Fabio Pusterla encara a publicação editada em Juiz de Fora como uma leitura da tradutora e conterrânea Prisca Agustoni: “Um pequeno retrato que alguém fez de mim”. (Foto: Divulgação)

Fabio Pusterla vive na fronteira entre Itália e Suíça.
Continuar lendo

Novo presidente da Fiemg Zona da Mata, Aurélio Maragon, quer fomentar setor industrial


:: TM Economia em 22/07/2018 08:47 ::

fiemg-marcelo.png(Foto: Marcelo Ribeiro)

Mineiro de Tocantins, o engenheiro civil formado pela UFJF, professor universitário aposentado e empresário da construção civil, Aurélio Marangon Sobrinho, aos 67 anos, assumiu, oficialmente, nesta sexta-feira (20), um novo desafio profissional: presidir a Fiemg Regional Zona da Mata. Com a experiência de ter presidido o Centro Industrial de Juiz de Fora e o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-JF), Marangon considera o posto “um grande desafio” – e garante não ter medo de enfrentá-lo.
Continuar lendo

Desenvolvimento em JF retrocede ao patamar de 2010


:: TM Economia em 22/07/2018 08:47 ::

firjam-interna-priamo.pngJuiz de Fora avançou no Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), divulgado este mês e realizado com base nos dados de 2016, em comparação com o levantamento anterior, que considerava informações de 2015.
Continuar lendo

Naked Ducati Monster 1200 celebra 25 anos com edição especial


:: TM Especiais em 22/07/2018 08:17 ::

:: TM Cidade em 22/07/2018 08:17 ::

Foto: Divulgação

A Ducati Monster foi apresentada pela primeira vez no Salão de Motos de Colônia, na Alemanha, em 1993. E em poucos anos atingiu status icônico, quebrando tabus. Tanto que foi o modelo responsável pelo lançamento da categoria de motocicletas de naked esportivas e, desde a sua chegada, um grupo robusto de fãs cresceu em torno dela. Por isso mesmo, após 25 anos do início de suas vendas, a Ducati quis celebrar seu quarto de século com uma edição especial, que além de comemorar essas duas décadas e meia de existência, também anuncia algumas mudanças que poderão ser promovidas em uma nova geração do modelo.

A edição de aniversário da Monster 1200 tem apenas 500 unidades, todas numeradas.
Continuar lendo

Estudantes de Arquitetura propõem outros olhares sobre a cidade


:: TM Cidade em 22/07/2018 08:17 ::

Em todos os semestres, alunos dos seis cursos de Arquitetura e Urbanismo de instituições da cidade propõem uma série de reflexões e soluções para os problemas dos espaços urbanos de Juiz de Fora. Os docentes provocam os estudantes, dentro e fora de suas disciplinas, a fazer leituras diversas sobre os espaços públicos. Desses desafios surgem dezenas de trabalhos teóricos, práticos e ideias que poderiam ser aproveitadas e convertidas em saídas para situações que afetam os cidadãos de muitas formas. Esses projetos, no entanto, na maioria das vezes, permanecem restritos aos ambientes acadêmicos, fora do radar do Poder Público, onde são engavetados e não se consolidam.

A lista de exemplos é longa.
Continuar lendo

Conheça o BMW Serie 1, menor sedã da marca alemã


:: TM Especiais em 22/07/2018 08:17 ::

:: TM Cidade em 22/07/2018 08:17 ::

Foto: Divulgação

Em mercados ricos, como Europa e Estados Unidos, um sedã é sinônimo de conforto, status e espaço para pessoas e bagagem. Por isso, as marcas acabam oferecendo apenas modelos grandes. Sedãs menores, como Toyota Corolla ou Honda Civic, são considerados carros de universitários, que têm pouco dinheiro. Já nos mercados periféricos, como o Brasil, os sedãs médios continuam povoando o sonho de consumo da classe média.
Continuar lendo