Conversas imaginárias com minha filha


:: Gregorio Duvivier em 23/10/2017 04:30 ::

17295150.jpeg

Tenho conversado o dia inteiro com a minha filha. Há quem diga que isso é muito saudável e há quem ache doentio. As pessoas que acham saudável geralmente não sabem que ela ainda não nasceu e que esses diálogos acontecem dentro da minha cabeça. Leia mais (10/23/2017 – 02h10)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios

Saudoso coquetel


:: Gregorio Duvivier em 16/10/2017 02:56 ::

Chega de tentar explicar a diferença entre nudez e pornografia, ou de discutir a educação do filho dos outros. A gente precisa parar de perder tempo e falar do que realmente importa: quando foi a última vez que você viu um coquetel de camarão? Leia mais (10/16/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

A eterna busca do liberal-de-verdade


:: Gregorio Duvivier em 09/10/2017 04:17 ::

De todas as reações envolvendo as exposições “profanas”, duas coisas me deixaram muito espantado. A primeira é que as pessoas ainda se importam com o que acontece dentro do museu. Isso só pode ser um sintoma de que o governo Temer tá fazendo o Brasil decolar. “Nosso IDH pode ser baixíssimo, mas aqui a gente para tudo pra discutir performance.” Leia mais (10/09/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Toda nudez será castigada


:: Gregorio Duvivier em 02/10/2017 04:36 ::

Catarina Bessell
17274131.jpeg

Leia mais (10/02/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Se essa bolha fosse minha


:: Gregorio Duvivier em 25/09/2017 04:23 ::

Catarina Bessel/Folhapress
17267138.jpeg

Leia mais (09/25/2017 – 02h02)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

O menino, o lobo e o sapo na água fervendo


:: Gregorio Duvivier em 18/09/2017 04:24 ::

Catarina Bessel/Folhapress
17260142.jpeg

Leia mais (09/18/2017 – 02h02)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Três sonetos de amor para tempos de crise


:: Gregorio Duvivier em 11/09/2017 03:57 ::

17253175.jpeg

Ah, o amor –te dirão– é coisa séria
Mas depois de brincar de gato e rato
Quem brincou já não quer pagar o pato
E do amor só herdamos as bactérias Leia mais (09/11/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.