Duas Europas (Norte e Sul)


:: Paulo Gala em 16/11/2018 20:46 ::

A introdução do Euro causou forte desindustrialização do sul da Europa. As industriais se aglomeraram ainda mais na Alemanha em busca das economias de escala, provocando uma configuração espacial de polarização a la Krugman (1999). Nesse tipo de modelagem de Krugman e Fujita, retornos crescentes e “non-tradability” de insumos geram economias de aglomeração exatamente como fazem o C. Hidalgo e […]

O post Duas Europas (Norte e Sul) apareceu primeiro em Paulo Gala.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios

Colônias e Metrópoles: tecidos levam à riqueza e vinhos à pobreza


:: Paulo Gala em 15/11/2018 19:52 ::

Uma maneira fácil de pensar na divisão do mundo colonial pós 1500 usando jargão corrente em economia seria: colonias se especializam em atividades sujeitas a retornos decrescentes (cafe, açúcar, algodão, vinho), metrópoles se especializam na produção de atividades com retornos crescentes (tecidos, trens, navios, maquinas e equipamentos). As atividades com retornos crescentes de escala trazem […]

O post Colônias e Metrópoles: tecidos levam à riqueza e vinhos à pobreza apareceu primeiro em Paulo Gala.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Antonio Serra explica a riqueza de Veneza e pobreza de Nápoles nos 1600


:: Paulo Gala em 15/11/2018 09:53 ::

Veneza se tornou poderosa aos olhos de Antonio Serra porque conseguiu criar um cluster de indústrias, inovação, comércio e pessoas qualificadas, num processo de “cumulação causativa” a la Myrdal. Estes fatores juntos colocaram Veneza numa trajetória diferente daquela em que Nápoles se encontrava. Para A. Serra, Nápoles não seria capaz de resolver seus problemas econômicos […]

O post Antonio Serra explica a riqueza de Veneza e pobreza de Nápoles nos 1600 apareceu primeiro em Paulo Gala.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Matrículas abertas até 23/Nov para o Curso EAD online de Economia para Investimentos


:: Paulo Gala em 14/11/2018 16:02 ::

Um curso EAD que trata dos conceitos fundamentais de economia necessários para investimentos bem sucedidos no mercado financeiro. As aulas se dividem em dois grandes blocos: i)analise econômica básica e ii)ativos financeiros e ambiente de risco. O curso não requer conhecimento prévio em economia ou finanças. Nesse curso passo toda minha experiência de mais de […]

O post Matrículas abertas até 23/Nov para o Curso EAD online de Economia para Investimentos apareceu primeiro em Paulo Gala.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

O governo americano ajudou a criar a indústria de computadores pessoais, de semicondutores e nuclear


:: Paulo Gala em 14/11/2018 12:02 ::

Ao sustentar a IBM com contratos militares, com destaque para equipamentos necessários para o bombardeiro B52 usado na guerra da Coreia, o Governo americano praticamente salvou a empresa de quebrar (ver também a história do sistema Aéreo de defesa SAGE https://en.m.wikipedia.org/wiki/Semi-Automatic_Ground_Environment ). A NASA investiu mais de 20 bilhões de U$ para ajudar companhias privadas […]

O post O governo americano ajudou a criar a indústria de computadores pessoais, de semicondutores e nuclear apareceu primeiro em Paulo Gala.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Ha risco de o Brasil repetir o ultimo ciclo de apreciação cambial?


:: Paulo Gala em 14/11/2018 09:07 ::

A crise de 2015 mostrou de forma relativamente clara a chamada dupla natureza da taxa de câmbio: de um lado o preço relativo entre bens transacionáveis e não transacionáveis e de outro o preço de um ativo financeiro. Parece bastante claro também que a dinâmica de determinação da taxa de câmbio é fundamentalmente financeira, especialmente […]

O post Ha risco de o Brasil repetir o ultimo ciclo de apreciação cambial? apareceu primeiro em Paulo Gala.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

A grande contradição de Adam Smith: a fábrica de alfinetes contra a mão invisível


:: Paulo Gala em 11/11/2018 12:09 ::

A fábrica de alfinetes destaca a divisão do trabalho, as economias de escala, os retornos crescentes e a tendência a aglomeração e vantagens monopolistas (com feedbacks positivos). A mão invisível vai na outra direção e destaca os retornos decrescentes (um ponto chave nas obras de Malthus e Ricardo) e o funcionamento de um sistema de […]

O post A grande contradição de Adam Smith: a fábrica de alfinetes contra a mão invisível apareceu primeiro em Paulo Gala.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.